logo
rss  Vol. XV - Nº 235         Montreal, QC, Canadá - sábado, 04 de Abril de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowArquivos arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima

Campeonato da Major League Soccer

Rapids do Colorado, o campeão surpresa

Norberto Aguiar

Por Norberto Aguiar

O Campeonato de Futebol da Major League Soccer terminou no domingo, dia 21 de novembro, em jogo final disputado na cidade de Toronto entre as equipas do Rapids do Colorado e o F. C. Dallas, do Texas.

 

campeonato da major league soccer
Casey Conor, o homem do jogo

Com dois finalistas que foram surpresa, pois esperavam-se o Los Angeles Galaxy, vencedor da prova regular, aquela que na Europa, nomeadamente, se tem como o verdadeiro campeonato, e o Red Bull, de Nova Iorque, vencedor da sua zona, a de Leste, mas a alguns pontos dos californianos.

Tanto o Rapids como o FC Dallas acabaram por merecer o prémio de estarem na final, isto porque a equipa do Colorado eliminou o San Jose, que por sua vez tinha eliminado espetacularmente a formação nova-iorquina, apesar desta ter várias vedetas no seu conjunto, a começar por Raphael Marquez e Henry, ambos vindos do Barcelona. O Dallas, não foi menos espetacular que o seu antagonista, pois acabou por derrotar, em dois jogos, o Los Angeles, até então a melhor formação americana de futebol. Um a zero em casa antevia muitas dificuldades para os homens do Texas no jogo da Califórnia. Afinal, acabou por ser ainda mais fácil, isto na medida em que os texanos não só venceram de novo como até golearam, marcando três golos sem resposta, de nada valendo a presença de Landon Donavan e David Beckham nos brancos do Pacífico.

Foi assim, com surpresa, que se apresentaram em Toronto, para o jogo decisivo, o Rapids e o FC Dallas. E de entre os dois, ganhou aquele que era o menos favorito, o Rapids do Colorado (cidade de Denver), mormente pela carreira do Dallas nas eliminatórias, onde eliminou sucessivamente o Real Salt Lake, do Utah, campeão do ano passado e segundo classificado da Zona Oeste, e o Los Angeles Galaxy. Tarefa mais difícil teve a equipa do Colorado, que se é certo que eliminou o San Jose, que por sua vez tinha eliminado o favorito Red Bull, a verdade é que o Rapids se confrontou com forte resistência do Columbus Crew, só batido fora do tempo regulamentar.

Definidas então as forças em presença, o que o desafio de Toronto disse é que o Rapids, menos favorito, como se já disse, acabou por levar o troféu para o Colorado, ao vencer o FC Dallas por 2-1, após trinta minutos de prolongamento.

Foi uma vitória tanto mais saborosa se tivermos em atenção que o Dallas começou por estar em vantagem, graças a um golo do seu melhor jogador, e jogador da época, David Ferreira. O que os texanos não contavam era com a resistência dos homens do centro dos Estados Unidos, que primeiro empataram pelo seu melhor jogador, o dianteiro internacional norte-americano Casey Conor e, depois, haveriam de ter a infelicidade de sofrer o segundo golo, no prolongamento, através de um autogolo que os destroçaria já na parte final dos 30 minutos suplementares.

Vimos o jogo pela televisão e somos de opinião que o desafio foi espetacular, podendo ter vencido qualquer das duas equipas. Mais técnica o Dallas; mais possante o Rapids. Nesse último ponto, palmas para Conor, um «carro de assalto», considerado o MVP do encontro, pelo seu labor, nunca virando a cara à luta mesmo se a jogada parecia perdida. Foi o que aconteceu no lance do golo que marcou e que levou o jogo para o prolongamento, ao meter a bola na baliza adversária pelo buraco da agulha e quando ninguém acreditava que fosse capaz de o fazer.

Seja como for, uma só equipa podia vencer. E essa equipa foi o Rapids do Colorado, mesmo se o Dallas não mereceu perder. Contraditório? Não, apenas a constatação que as equipas se equivaleram, com oportunidades para ambos os lados, sendo mais feliz, até por ter vencido com um autogolo, o Rapids.

Interessante saber que é a primeira vez na história do Rapids que a equipa ganha um Campeonato dos Estados Unidos. Por outro lado, o mesmo teria acontecido se fosse o Dallas a ganhar o jogo.

Uma nota final para dizer que a Major League Soccer, em 2011, terá mais duas formações, o Timbers de Portland (Estado do Oregon) e o Whitecaps de Vancouver (Colômbia Britânica, Canadá), passando assim de 16 para 18 equipas.

O tempo no resto do mundo

Acordo Ortográfico

Apesar das resistências encontradas na imprensa portuguesa em geral, o LusoPresse decidiu adoptar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa pelas razões que já tivemos a oportunidade  de referir noutro local.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.
 
Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020