logo
rss  Vol. XV - Nº 235         Montreal, QC, Canadá - sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowArquivos arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima

Bilhete de Lisboa

A Fuga de Lisboa

Por Filipa Cardoso

Em meados deste mês de novembro, mais precisamente nos dias 17, 18, 19 e 20, Lisboa ficou paralisada devido aos imensos condicionamentos de trânsito causados pela reunião da NATO. Houve mesmo tolerância de ponto para os funcionários públicos a trabalhar em Lisboa (exceção feita na CML).

 

docaria conventual alcobaca

Devido a tudo isso resolvi sair de Lisboa.

Passei por Vila Franca de Xira, onde almocei. Escolhi o restaurante "Club" (www.club-restaurante.com) mesmo no centro da cidade (Av. Combatentes Grande Guerra, 40). O restaurante funciona numa antiga moradia do Clube Vilafranquense, que existe desde 1886, famoso pelas tertúlias, festas e bailes que ai se realizaram.

Existem três salas, interrompidas por arcos mouriscos, onde o jovem chefe Henrique Mouro põe em prática tudo o que assimilou no Restaurante Valle-Flor, do Hotel Pestana, sob a supervisão do famoso chefe Aimé Barroyer.

Tudo o que comi estava excelente, ainda fico com água na boca quando me lembro da deliciosa sopa de castanha.

Nesta "fuga" de Lisboa fui também visitar a XII Mostra Internacional "doces & licores" que se realizou no Mosteiro de Santa Maria, em Alcobaça, de 18 a 21 de novembro.

Fiquei impressionada com tudo o que vi.

O Mosteiro de Alcobaça, património da Humanidade, é realmente fantástico. É sempre gratificante ver este Mosteiro ser integrado na vivência dos amantes da doçaria portuguesa.

A Câmara Municipal disponibiliza várias salas deste Mosteiro tais como o Refeitório, a Cozinha, a Sala dos Monges, a Sala do Capítulo e a Sala dos Reis, para que os cerca de 37 participantes pudessem expor as suas iguarias. Também marcaram presença participantes de Espanha, França, Bélgica e Brasil.

Com a entrada a 1 euro é possível provar a doçaria conventual aqui representada pelas melhores pastelarias do País.

Eram esperados para cima de 35 mil visitantes.

O tempo no resto do mundo

Acordo Ortográfico

Apesar das resistências encontradas na imprensa portuguesa em geral, o LusoPresse decidiu adoptar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa pelas razões que já tivemos a oportunidade  de referir noutro local.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.
 
Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020