logo
rss  Vol. XIII - Nº 234         Montreal, QC, Canadá - segunda-feira, 01 de Junho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Nos Açores:

Criada Associação de Emigrantes dos Açores

Por Afonso Pimentel

 

nos acores

Ponta Delgada - Açorianos regressados às ilhas depois de terem vivido no estrangeiro, em trabalho ou estudo, repatriados e emigrantes radicados nos Estados Unidos, Canadá e Brasil integram os órgãos dirigentes de uma nova associação formalmente constituída no arquipélago no passado dia 28 de outubro.

Mário Moura, antigo emigrante na França e Estados Unidos, preside à primeira direção da Associação de Emigrantes dos Açores (AEA), um organismo que assume o estatuto de entidade "independente" e que pretende funcionar como "um ponto de reunião entre emigrantes regressados à terra".

A intervenção da nova instituição, que projeta também o desenvolvimento de relações com a diáspora açoriana, vai dar ainda atenção os estrangeiros, que nos últimos anos se fixaram no arquipélago.

A "sensibilidade" adquirida pelos membros da AEA, dada a sua condição de "gente que daqui saiu e que voltou", garante a utilidade na sua ação de apoio aos que "vieram ajudar a desenvolver" o arquipélago, aos que foram "forçados a regressar" (dezenas de repatriados em consequência de processos judiciais nos Estados Unidos e Canadá) e aos que pretendem investir nos Açores, considerou Mário Moura.

Segundo aquele responsável, a AEA, sedeada na cidade da Ribeira Grande, no Museu da Emigração Açores, pretende "fazer a ponte e facilitar o diálogo", numa altura em que o fenómeno migratório conhece novos desenvolvimentos no arquipélago.

Após um processo de emigração pelo qual passou, - iniciado no século XVII com a saída em massa de pessoas para o Brasil e que determinou a criação, três séculos depois de grandes comunidades açorianas nos Estados Unidos e Canadá - os Açores passaram a "região de acolhimento de gente de fora e de açorianos que foram estudar ou trabalhar para fora, explicou, sendo esse um dos motivos que justifica a criação do novo organismo.

Além de pretender levar a cabo um estudo sobre as novas realidades nessa área, a AEA pretende desenvolver actividades sócioculturais que permitam a celebração, nas ilhas, de festejos típicos de países como os Estados Unidos e Canadá, a "terra de adoção" de alguns dos seus membros.

Açores
Açorianos regressados às ilhas depois de terem vivido no estrangeiro, em trabalho ou estudo, repatriados e emigrantes radicados nos Estados Unidos, Canadá e Brasil integram os órgãos dirigentes de uma nova associação formalmente constituída no arquipélago no passado dia 28 de outubro.
Nos Acores.doc
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020