logo
rss  Vol. XIII - Nº 234         Montreal, QC, Canadá - segunda-feira, 01 de Junho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Boucar Diouf convida o LusoPresse para o seu espetáculo

diouf_b 29939

 

diouf_b

«O humorista Boucar Diouf é um tipo verdadeiramente simpático! Aprende-se imenso com este filho de um cultivador de amendoins do Senegal», confiou com prazer Nadia Curadeau, a pesquisadora de Radio-Canada, ao nosso colaborador. Ao fazer uma curta aparição na emissão Des kiwis et des hommes, Jules Nadeau aproveitou para saber quem é o verdadeiro Boucar Diouf, o homem de todos os dias, longe das câmaras. «Sem maquilhagem». Informaram-no de que este detentor dum doutoramento tem também a reputação de ter sido «muito popular» entre os seus alunos quando ensinava as Ciências em Rimouski.

A seu convite (muito espontâneo), representantes do LusoPresse vão assistir ao espetáculo deste humorista e narrador senegalês em Saint-Jean-sur-Richelieu no dia 20 de novembro. Jules Nadeau foi convidado a falar da sua paixão, a China, na emissão Des kiwis et des hommes. Sublinhe-se que membros da comunidade portuguesa - como Helena Loureiro - também estiveram nesta popular emissão da manhã para falar de gastronomia e cultura.

No próximo número, falaremos do espetáculo de Boucar Diouf, belo exemplo de integração na sociedade de acolhimento. Que piadas contará ele sobre os imigrantes nesta sua tournée por várias cidades?

Espetáculos
«O humorista Boucar Diouf é um tipo verdadeiramente simpático! Aprende-se imenso com este filho de um cultivador de amendoins do Senegal», confiou com prazer Nadia Curadeau, a pesquisadora de Radio-Canada, ao nosso colaborador.
Boucar Diouf convida LusoPresse.doc
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020