Edição  Texto

Ano  XII - Nº 185 Montreal, 17 de Julho de 2008 Notícias e comentários da comunidade lusófona
ARTIGOS E COMENTÁRIOS
Ensaio para a Lei da Paridade no CCP
Notas de viagem
Como Definir um País Democrático
Editorial
Olho Comunitário

  Editor: Norberto Aguiar
  Director: Carlos de Jesus
  Meteo

Links Úteis

Teia Portuguesa



Carrefour Lusophone


Viragem.net
Páginas de Montreal

Saturnia
Primeira Página Páginas Interiores
Enviar mail a Norberto Aguiar

Impacto de Montreal

Retorno ao passado?

Por Norberto Aguiar


Estádio Saputo – Depois de uma excelente série de cinco jogos, que resultaram em quatro vitórias e um empate, o Impacto parece querer voltar ao passado recente, ao averbar, nos dois últimos encontros, duas derrotas, mesmo se os dois desafios foram disputados no Estádio Saputo, entre portas, portanto.

O primeiro embate foi diante do Porto Rico, na altura a meio da tabela e que, de repente, pulou para o segundo lugar actual. A derrota dos montrealenses, bem vistas as coisas, foi injusta, isto se virmos o que se passou no terreno de jogo, com o Impacto a atacar quase durante todo o jogo. Porém, e é aqui que temos de criticar o novo treinador pela derrota diante dos ilhéus caribenhos, tacticamente o conjunto local esteve muito mal, pois atacou muito mas sempre de forma afunilada, sem jogadores a irem à linha, para centrar nas costas dos adversários de maneira a abrirem brechas... Isso não foi possível ou por que não souberam; ou então por falta de visão do treinador, que deixou a sua equipa a atacar sempre pelo centro do terreno, onde havia uma grande concentração de jogadores adversários, mas também locais, que se incomodavam uns aos outros...

Entretanto, pelo prisma dos porto-riquenhos, aceita-se a sua opção pelo reforço da defesa, pois marcar um golo em Montreal, logo aos cinco minutos, não é para todos os dias. Daí que... marcado o golo, vamos lá ver o que isto dá, terão dito os forasteiros. Sabe-se, agora, que deu em vitória, por uma bola a zero, o suficiente para arrecadar os três pontos em disputa.

Nova derrota

Depois da derrota do domingo, dia 6, diante do Porto Rico, pensou-se que o Impacto teria aprendido a lição e que não iria cometer os mesmos erros contra o Seattle, que é nitidamente melhor equipa que os Islanders. Previsões – e desejos, por que não dizê-lo – furadas, isto na medida em que o desafio contra os homens do Oeste americano foi quase tirado a papel químico... e nova derrota. Só que desta vez o golo adversário não foi obtido no início do jogo, quando ainda permite acalentar esperanças de recuperação, mesmo se não foi assim no confronto com os caribenhos, mas obtido na última parte do encontro, quando a pressão é muita e o discernimento começa a desaparecer. Foi o que aconteceu.

A perder por um a zero, depois de Letoux ter marcado à vontade, sem oposição, o Impacto tentou um último esforço, ainda de forma atabalhoada, de nada valendo as trocas de jogadores, alguns deles a entrar fora de horas, caso de Severino Jefferson, o único avançado de raiz no banco de suplentes.

Se quisermos humoristicamente apreciar esta partida, diremos que ela foi disputada debaixo de chuva e num domingo 13...

Depois de consumada a segunda derrota da era John Limniatis, cenas degradantes, com protestos a despropósito, acabando o técnico por ser expulso – e muito bem.

Próximos jogos

Estádio Saputo

Sexta-feira, dia 18, às 19h30

Impacto – Miami

Em Rochester

Sexta-feira, dia 25, às 20h00

Rochester – Impacto

Estádio Saputo

Domingo, dia 27, às 15h30

Impacto – Rochester

Entretanto, na terça-feira, dia 22 de Julho, o Impacto defronta, em Toronto, o Toronto Futebol Clube para a Taça Nutrilite, de acesso à Liga de Campeões da CONCACAF. É o último encontro do Campeonato, onde também tomou parte o Whitecaps de Vancouver. Quem vencer este desafio é campeão e avança para a pré-eliminatória daquela importante prova norte-americana.





Copyright 2004-2006 LusoPresse
All copyrights acknowledged. All rights reserved.