Edição  Texto

Ano  XI - Nº 163 Montreal, 1 de Julho de 2007 Notícias e comentários da comunidade lusófona
ARTIGOS E COMENTÁRIOS
Sem Portugal no coração
Olho Comunitário

  Editor: Norberto Aguiar
  Director: Carlos de Jesus
  Meteo

Links Úteis

Teia Portuguesa



Carrefour Lusophone


Viragem.net
Páginas de Montreal

Saturnia
Primeira Página Páginas Interiores

Olho Comunitário
Sinal Mais...
Sinal Menos...
Olho Comunitário

Sinal +


Para a Paula de Vasconcelos, grande nome da Comunidade Portuguesa (e canadiana), a nível artístico. Coreógrafa, bailarina, encenadora e actriz de calibre nacional, Paula de Vasconcelos é também administradora/proprietária da companhia de teatro Pigeons International conjuntamente com o seu marido, o também actor, bailarino, encenador... Paul Taiffer.

Este Sinal + que hoje «Olho Comunitário» lhe atribui é precisamente pela Paula ser dirigente-mor da Pigeons International, uma companhia teatral que já não precisa de apresentação prévia, de tão conhecida já ser pelos valiosos trabalhos que tem apresentado nestes últimos 20 anos!, os mesmos da sua existência, e que vai comemorar a efeméride no fim de 2007. De resto, na altura devida, «Olho Comunitário» sabe que o nosso jornal dará eco do que vai acontecer.

«Olho Comunitário» está feliz pela Paula de Vasconcelos, um valor seguro no panorama artístico quebequense, e não só, pelos 20 anos do seu conseguido projecto. Aliás, a Paula de Vasconcelos, pelo seu valor e prestígio já foi considerada Personalidade do Ano do LusoPresse. Não sabiam?...


Sinal -

Para a Comissão do Dia de Portugal de 2007 – as dos anos anteriores não foram melhores - pelas gafes que cometeu no decorrer da sua safra. Ora foram promessas feitas e não cumpridas, ora foram trapalhadas entre elementos da Comissão, ora foram fugas de informação como se «aquilo» fosse de alguns deles... E, depois, alguns ainda perguntam por que não apareceram alguns dos órgãos de Informação. Não repararam que «aquilo» estava transformado num «quintal» de uns poucos? O pior é que há responsáveis que, a pretexto de se fazer qualquer coisa, fecham os olhos e deixam andar...

«Olho Comunitário», que foi abordado por algumas pessoas próximas da Comissão – ou grupelho? – ficou a saber uma porção de coisas que pensava arredias das organizações comunitárias.

Uma pergunta. Por que não foi informada a Comunicação Social que o embaixador de Portugal e o deputado José Cesário estariam em Montreal para participar nas comemorações? Provavelmente o grupelho dirá que nada tinha a informar... talvez passando (com razão?) a bola para o Consulado... Mas alguns membros, os sensatos, terão dito que assim nunca mais! Apesar de tudo, os incompetentes, para o ano, estarão de novo lá caídos.

Mas enquanto funcionarem assim, esta local continuará a denunciar qualquer comissão, grupo, associação, entidades ou indivíduos... Um jornal que se preze, tem que ser crítico no bom ou mau sentido. Para bom entendedor...


Copyright 2004-2006 LusoPresse
All copyrights acknowledged. All rights reserved.