logo
rss  Vol. IX - Nº 129         Montreal, QC, Canadá - sábado, 11 de Julho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Em Laval-Les îles…

Raymonde Folco procura 3° mandato

Norberto Aguiar

Reportagem de Norberto Aguiar

Laval – Foi perante uma sala cheia que Raymonde Folco lançou hoje oficialmente a sua campanha eleitoral, de novo para representar o círculo eleitoral Laval-Les îles, pelo Partido Liberal do Canadá.

Folco.jpg
Raymonde Folco lançou hoje oficialmente a sua campanha eleitoral

Na ocasião, marcaram presença os seus colegas de partido Denis Coderre, Helen Bakopanos, deputados por Bourassa e Ahuntsic, respectivamente, e ainda a candidata pelo círculo eleitoral de Marc-Aurèle Fortin (Renée Gagné), que engloba uma parte de Laval (o bairro Auteuil, onde habitamos) e vai até à cidade de Ste-Thérèse, onde vive uma parte significativa de portugueses. Outra personalidade presente foi a da Senhora Lise Bacon, antiga ministra no Governo Robert Bourassa e neste momento senadora canadiana, «uma nossa grande amiga», diria Raymonde Folco.

Mas a sessão política começou com muitos discursos de apoio à candidata, feitos por representantes de muitas comunidades, que estavam de resto em maioria na sala. Falaram arménios, italianos, árabe, gregos, etc., só não falaram portugueses porque na sala, de portugueses, só estavam o representante do LusoPresse e a Lina Pereira, uma colaboradora de longa data da Senhora Folco. «Falei com muita gente. Falei com a Filarmónica e com gente da Associação (de Nossa Senhora de Laval). Disseram-me que vinham...», disse-nos Lina Pereira ao mesmo tempo que encolhia os ombros. Valeu que a sala estava cheia... Assim sendo, Raymonde Folco nem se deve ter apercebido de que os portugueses – acusados, com razão, de se não interessarem pelas coisas políticas – se ficaram por casa... Mas deu para dizer que «estou muito contente por ver aqui muita gente e pelas palavras que proferiram a meu respeito. Falaram representantes de muitas comunidades. No entanto não foi possível ter aqui ninguém português», disse Ryamonde Folco, talvez com alguma mágoa. E ela que sempre se tem prestado a colaborar com os portugueses do seu círculo eleitoral – que inclui grande parte de Chomedey e que acaba por ser o nosso «château fort» em Laval.

Quanto ao discurso da candidata, muito centrado no pedido de apoio que ela, os seus colegas e o Partido Liberal precisam para «evitar que tenhamos mais um referendo que muito vai desestabilizar o nosso país». E continuou assim durante os cerca de 30 minutos em que falou. «O nosso país, que a nós todos recebeu de braços abertos – recordando também a sua condição de imigrante – vive um período de prosperidade. E é essa prosperidade que a eleição de uma maioria de deputados do Bloco vá por em causa. Não esqueçam o que se passou em 1995, quando do último referendo. Foram muitos os momentos de angústia que todos nós passámos e que culminou com a saída do Quebeque de mais de 300 mil pessoas. Nós não queremos que isto volte a acontecer». Raymonde Folco, mulher de verbo fácil, continuou a martelar na necessidade de que é preciso «influenciar as vossas famílias, os vossos amigos, os vizinhos para a importância de irem votar». E mesmo ali deu exemplos de como votar e onde votar «... e não esperem para o último dia. Podem ir votar, já, porque pode acontecer uma tempestade no dia 23 de Janeiro e por isso se pode perder muitos votos», disse.

Já no fim da sua vibrante intervenção, Raymonde Folco apresentou a sua equipa de voluntários dizendo que «todos são precisos».

Denis Coderre, Helen Bakopanos, «não se esqueça que fui condecorada pelo governo português», disse Bakopanos quando nos viu, lembrando-se da entrevista que fizemos logo nos primeiros anos do LusoPresse, Lise Bacon e Renée Gagné também falaram para a assistência. Os seus considerandos foram dirigidos no mesmo sentido: na necessidade do Partido Liberal ganhar as eleições para evitar a instabilidade económica do Canadá por mor da possibilidade de se ter de enfrentar um novo referendo. «Não se esqueçam que os bloquistas são gente muito determinada e convicta», precisou o antigo ministro federal da Imigração, Denis Coderre.

Política Canadiana
Foi perante uma sala cheia que Raymonde Folco lançou hoje oficialmente a sua campanha eleitoral, de novo para representar o círculo eleitoral Laval-Les îles, pelo Partido Liberal do Canadá.
Em Laval - R. Folco.doc
 
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020