www.lusopresse .com

  Este espaço está reservado para si !
514-272-0110

www.lusopresse.com - Editor: Norberto Aguiar - Director: Carlos de Jesus

Volume IX - Nº 119 - Montreal, 15 de Junho de 2005

 
   
     
No segundo jogo em casa  
Impacto volta a decepcionar  
Reportagem de Norberto Aguiar  

Depois de ter anulado diante do Rochester, no primeiro jogo disputado em casa esta época, o Impacto voltou a decepcionar ao empatar (0-0) com o Lynx, de Toronto, último classificado da liga. De resto, o onze montrealense realizou, futebolisticamente falando, um jogo ainda pior do que aquele que produziu diante dos americanos do Estado de Nova Iorque. Mesmo se o score foi o mesmo, um novo nulo a zero, a produção do Impacto diante do Lynx foi muito fraca, apesar do treinador local ter iniciado a partida com os dois dianteiros mais afamados de que dispõe para esta época. Com efeito, Ali Gerba e Kevin Wilson foram duma nulidade a toda a prova, muito embora vítimas do sistema táctico adoptado pelo seu treinador.

Com o Lynx a jogar retraído, pois estava a defrontar o campeão da liga, para mais sendo último classificado, e com o empate como ponto de mira, o Impacto nunca soube arranjar maneira de contrariar o posicionamento do seu adversário em campo, jogando afuniladamente e sem extremos, com defesas laterais pesadões, sem nenhuma mobilidade para entrar pelas faixas, de maneira a criar desequilíbrios... O único jogador que nos pareceu capaz desse trabalho, pela rapidez de que é possuidor, é Fukasawa, mas que muitas vezes apareceu no centro do terreno à procura da bola, isto na medida em que o miolo, exceptuando Leduc, que essencialmente defende, nos pareceu em muito baixa de forma – Zé Roberto e Mauro Biello. Aquele acaba de chegar duma fatigante época de futebol interior nos Estados Unidos; este, sem querermos pensar que a idade já pesa, está em muito má forma, sobretudo em jogos em casa, onde os adversários se fecham e é preciso correr muito para abrir espaços na defesa dos forasteiros.

Nos dois jogos que vimos, os dois realizados em casa, e como diagnóstico, aconselhamos laterais mais rápidos – fora esse Braz, que talvez seja bom como central, mas que nunca terá capacidade para lateral, pois não tem velocidade, é pesadão e sem mobilidade para se dobrar na recuperação duma bola perdida... e extremos à moda antiga, com velocidade para irem à linha centrar para trás, de frente para os pontas de lança. Se assim não for, o Impacto terá muita dificuldade em jogar em casa com equipas fechadas na defesa, onde não perder já será considerado um bom resultado.

Para além do que acima se diz, pensamos que há ainda outros equívocos nesta equipa, quase todos a meio-campo. Algumas peças estarão fora dos seus lugares, embora o problema possa ser resolvido com os mesmos executantes.

Para uma análise mais concreta vamos aguardar os próximos jogos, o primeiro a disputar na quarta-feira, dia 22 de Junho, no Centre Claude Robillard, às 19.30 horas.

Figura da partida: Masahiro Fukasawa (já tinha sido a Figura do LusoPresse no primeiro jogo).


 
 

Voltar ao topo da página
Página principal