www.lusopresse .com

  Este espaço está reservado para si !
514-272-0110

www.lusopresse.com - Editor: Norberto Aguiar - Director: Carlos de Jesus

Volume IX - Nº 118 - Montreal, 1 de Junho de 2005

 
   
     
Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas  
Mensagem do Embaixador no Canadá  
J. P. Silveira Carvalho,  

Caros Compatriotas

É o segundo ano, desde que assumi funções no Canadá, que celebro o Dia de Portugal neste país com a Comunidade Portuguesa.

Gostaria assim de começar por sublinhar que a nossa Festa Nacional é especialmente dedicada a todos os Portugueses espalhados pelo Mundo. Toda a Comunidade Portuguesa do Canadá, todas as Associações e Instituições Portuguesas, duma maneira ou de outra, com os Consulados-Gerais das suas áreas de jurisdição respectiva e com esta Embaixada, celebram Portugal como país das suas raízes, da sua cultura, na diversidade das suas origens.

Sinto-me particularmente feliz e com o sentido de mais uma missão cumprida por termos alcançado este ano, pela primeira, organizar programas comemorativos conjuntos com a participação das várias Instituições Portuguesas em Montreal e em Ottawa-Gatineau. A Comunidade da Colômbia Britânica, especialmente a de Vancouver, está também de parabéns por ter conseguido neste ano que o Mayor de Vancouver proclamasse o mês de Junho como sendo o «Portuguese Heritage Month» naquela cidade, o que obviamente orgulha todos os Luso-Descendentes e Portugal por este reconhecimento público que é conferido à nossa Comunidade e à nossa Cultura. A Comunidade de Toronto, não só pela sua dimensão mas também pelo seu empenho e dedicação já há muitos anos que nos habituou a um programa da iniciativa da ACAPO comemorativo da efeméride, conhecido não só a nível do Canadá, mas de toda a América do Norte. Devemos aliás reconhecer e felicitar todas as Comunidades espalhadas por este enorme país, que à escala de cada uma e de acordo com as suas possibilidades, têm sempre tentado dar o melhor que podem e cooperar umas com as outras, independentemente das suas regiões de origem – do Algarve ao Minho, de Santa Maria às Flores, da Madeira ao Porto Santo, ou de qualquer parte de fora do actual território nacional de que sejam originários: Unidade na nossa diversidade é nosso o lema e a nossa longa prática de quase um milénio de existência, com uma identidade e uma cultura próprias.

O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas deve e pode ser também um dia de reflexão. Reflexão feita por nós próprios que há longos anos deixámos o nosso país e particularmente tendo em atenção os nossos filhos que representam tanto o futuro do Canadá onde residem e contribuem para o seu desenvolvimento, como o futuro de Portugal, no sentido mais alargado e universal: Portugal está presente onde há portugueses, onde há luso-descendentes, onde se fala português.

Alguns Dirigentes Associativos têm-me referido terem sentido dificuldade, nas suas Associações, para constituírem listas de Corpos Directivos. Este facto, a que se acrescenta a necessidade de preservar o património constituído pelas diferentes Associações, leva-me a pensar que temos de reequacionar a nossa actual situação devido à dispersão de energias e vontades, e devemos reunir todos os esforços conducentes a uma concentração de actividades em espaços dignos e capazes de atrair e mobilizar os jovens. Julgo assim que se deverão revitalizar e repensar os locais e o voluntariado comunitário, nomeadamente facilitando e apoiando a assunção de responsabilidades pelos jovens Luso-Descendentes. Tal é impreterível e indispensável para assegurar a perenidade das Associações e das Organizações Portuguesas no Canadá.

Correndo o risco de me repetir, mas porque considero esta questão de suma importância para a afirmação e visibilidade da Comunidade Portuguesa, faço novamente um apelo à participação cívica e política. Sem esta participação a Comunidade não poderá salvaguardar os seus interesses legítimos e salvaguardar a matriz portuguesa para as gerações vindouras num Canadá Multicultural.

Para a afirmação da Comunidade Portuguesa é ainda necessário que sejam mobilizados todos os esforços para criar uma plataforma económica capaz de conduzir e defender os interesses económicos e financeiros portugueses neste país.

Não posso deixar igualmente a insistir na necessidade de apostar na educação e na formação profissional. Vale a pena e faz a diferença. Aquisição de uma formação superior é indispensável para que possa haver cada vez mais cientistas e profissionais especializados Luso-Descendentes, indispensáveis ao progresso da nossa Sociedade.

Simultaneamente, a manutenção e a valorização da língua portuguesa são também imprescindíveis para o desenvolvimento harmonioso das nossas ligações e relações com Portugal, para a conservação da identidade cultural e para a realização plena da personalidade colectiva. Acresce que o Português é cada vez mais um importante instrumento de trabalho e um mais valia neste nosso Mundo globalizado, para facilitar a comunicação, para promover as relações económicas, bem como na cena da política internacional. O Português é hoje uma das línguas mais faladas em todo o Mundo, é a língua oficial de mais de 200 milhões de pessoas na Europa, na América do Sul , em África e na Ásia. O Português é ainda uma importante língua de trabalho em muitas Organizações e Fóruns internacionais. Devemos pois aproveitar a realidade Multicultural e Multilinguística do Canadá e transmitir o orgulho e o desejo por aprender e falar Português.

O nosso Dia Nacional é também dedicado a Luís de Camões. Comemoramos pois o universalismo e a abertura dos valores portugueses, hoje pautados por uma activa participação na cena internacional, um total espírito de liberdade e tolerância, tão necessários para ultrapassar os conflitos e as ameaças de grupos fundamentalistas que nos querem impor valores contrários à democracia e ao respeito mais elementar pela integridade física, moral e intelectual dos seres humanos.

Para terminar, gostaria de sublinhar que Portugal e o Canadá partilham da mesma matriz civilizacional, temos excelentes relações e pertencemos ao mesmo Mundo, baseado em valores democráticos  de respeito dos direitos humanos, baseado num espírito de abertura, modernidade, diversidade cultural e de empenhamento e responsabilidades internacionais.

É este Portugal moderno, país com um longo passado, com um futuro promissor, de que nos devemos orgulhar ao comemorar este ano, com toda a Comunidade Portuguesa e Luso-Descendente no Canadá, o Dia Nacional.

João Pedro da Silveira Carvalho

Embaixador

Otava, Junho de 2005


 
 

Voltar ao topo da página
Página principal