www.lusopresse .com

  Este espaço está reservado para si !
514-272-0110

www.lusopresse.com - Editor: Norberto Aguiar - Director: Carlos de Jesus

Volume IX - Nº 113 - Montreal, 15 de Março de 2005

 
   
     
Campinos do Ribatejo  
Futuro assegurado  
Reportagem de Norberto Aguiar  

O Rancho Folclórico Campinos do Ribatejo comemorou mais um aniversário sábado, dia 12 de Março último, promovendo mais uma das suas bonitas festas. Foi bonita e muito concorrida, avaliámos em perto das 400 pessoas presentes, o que é muito bom para uma festa popular comunitária. Mas tem sido sempre assim, como temos constatado nestes anos todos que já levamos de cobertura da festa de aniversário do Campinos.


Reputado pela habilidade e destreza com que dança, o Campinos do Ribatejo
de Montreal já tem os substitutos «à perna».

Outra constatação é a vitalidade que encontramos neste grupo ano após ano. Desta vez pudemos confirmar como o Campinos tem o futuro assegurado, por força da sua cada vez mais fundamental Escolinha. «O número de crianças tem vindo a aumentar na nossa escola», disse-nos orgulhosa Cláudia Tavares, uma das responsáveis do rancho. «Penso que as crianças que gostam de folclore arrastam outras. E depois há uns namoricos por aí que vai mantendo este grupo muito unido», acrescentou Cláudia Tavares.

Com 10 pares seniores e 12 juvenis, se assim se pode definir, o Campinos do Ribatejo, como ainda nos disse a Cláudia, está numa situação de desafogo quanto aos bailarinos, ou dançarinos, como quiseram, o mesmo não podem dizer outros ranchos comunitários que por aí andam... E sabe-se como é difícil recrutar elementos e, sobretudo, depois guardá-los. É um trabalho árduo e de todos os instantes. Mas quem trabalha bem tem recompensa.

Voltando aos ribatejanos, pois este agrupamento tem as suas raízes profundas no Ribatejo, para acrescentar que um grupo que tem tantos elementos activos, só pode dar espectáculo. Que foi o que vimos no pouco tempo em que eles actuaram, tanto os seniores como os juvenis, com estes a serem, como se compreende, aplaudidos em uníssono, por apresentarem tamanha destreza e habilidades. Temos que dar os parabéns, principalmente, ao Paulo Santos, o ensaiador e responsável mor pelo grupo.

Entretanto jantou-se, ouviu-se música e dançou-se ao som do excelente conjunto que é o Contacto.

Um bolo gigante, antes de ser devorado pelos presentes, assinalou o 11° aniversário deste rancho que começou ad hoc, em reuniões que passaram por clubes e restaurantes da Comunidade e que hoje está de pedra e cal instalado numa das dependências do Sport Montreal e Benfica.

Para informação dos nossos leitores, recorde-se que o primeiro responsável ensaiador do Campinos foi Joaquim Machado, regressado a Portugal há vários anos, depois seguiu-se-lhe Joaquim Pedrosa, sendo Paulo Santos o timoneiro actual, grande obreiro da Escolinha.

Como sempre, Clara Santos agiu como animadora do serão.


 
 

Voltar ao topo da página
Página principal