www.lusopresse .com

  Este espaço está reservado para si !
514-272-0110

www.lusopresse.com - Editor: Norberto Aguiar - Director: Carlos de Jesus

Volume VIII - Nº 107 - Montreal, 1 de Dezembro de 2004

 
Poema Africano  
VOU NESSA...  
Autor desconhecido  
"Vou currê trêcho,
vou percurá uma terra p'êu pudê trabaiá,
p'ra vê se dêxo essa minha pobre terra véia descansá...
Foi na monarca a primêra dirrubada,
derna d'intão é pau, é fogo, é tái d'inxada...
Pois bem, assunta, viu?...
É que eu sou imbuzeiro das água dos rio...
Conforma, num chora, mulé,
eu volto, se assim Deus quiser..."

"Cantadô de trovas e martelo,
de gabinete, ligêro e moirão.
Ah, cantadô, eu já currí o mundo inteiro,
já inté cantei nas porta de um castelo
de um rei que se chamava de João,
e dispois de tê cantado o dia inteiro
o Rei me disse 'Fica!'
e eu disse 'Não!'...

...Apois, pro cantadô e violêro
só hái trêis coisa nesse mundo vão:
Amor, afurría e viola,
nunca dinheiro...
Viola, afurría e amor,
dinheiro não!"