www.lusopresse .com

  Este espao est reservado para si !
514-272-0110

www.lusopresse.com - Editor: Norberto Aguiar - Director: Carlos de Jesus

Volume VIII - N 107 - Montreal, 1 de Dezembro de 2004

 
Campeonato nacional
Aí está o Dragão: primeiro lugar isolado!
Um terço do Campeonato Nacional está disputado (12 jornadas) e o Porto já se encontra na cabeça da classificação. Para quem já foi enterrado várias vezes neste dealbar de época, não está nada mal.
No entanto é preciso dizer que este primeiro lugar do Porto não se ajeita nada. Ainda agora, com o Setúbal – vitória por 1-0, fora – a equipa azul e branca pareceu bastante vulgar, tendo ganho a partida, é certo, mas mais por demérito do adversário – jogou mais de meia parte com um jogador a maior – do que pelo seu próprio valor. É certo que jogou sem os seus dois principais pontas de lança, Derlei, e principalmente, Mac Carthey, já apelidado do abono de família da equipa, mas não justifica tudo. Apesar desta nossa apreciação, os adeptos portistas, e com razão, hão-de apontar para os 25 pontos conquistados, que se reflectem na liderança da prova, à frente do Boavista – menos dois pontos -, outra equipa que também começou mal a época e que, tranquilamente, apesar da goleada que sofreu em Alvalade, já está à frente de formações com outras responsabilidades.
Na terceira posição aparece o Benfica, que continuamos a acreditar que chegará a campeã, mas que não está melhor que os seus rivais do Norte. Francamente, se jogar muitas vezes como o fez domingo, diante da União de Leiria, os «vermelhos» de Lisboa não vão longe, não. Esta época, por acaso a que temos assistido a mais jogos desde há muitos anos – via televisão, bem entendido – foi o pior desafio que vimos o Benfica fazer. De tal forma foi mau que hoje já começamos a ter dúvidas de alguns jogadores encarnados, que nos pareciam promessas risonhas. Oxalá tenha sido apenas um jogo e que, amanhã, muitos amanhãs, eu volte a acreditar em jogadores como Ricardo Rocha (péssima exibição), Simão, Manuel Fernandes, Bruno Aguiar e até mesmo Karadas. De quem não damos tostão é por Sokota – quantos avançados já teve o Benfica melhor que ele e que não aguentaram sequer uma época? -, Argel, Fyssas – o Dos Santos vale bem mais! – Zahovic – tem reforma para ele, o Benfica?

No treinador, que errou demasiado contra o Rio Ave e por isso não ganhou um jogo que tinha obrigação de ganhar, acreditamos. Vamos mais longe ao dizermos que se o Benfica chegar a campeão, a ele o deverá. E porquê? Primeiro, pela sua capacidade de trabalho; depois pela seriedade que põe naquilo que faz e terceiro, porque não anda a reboque de ninguém. Tudo isto, se os jogadores mais capazes ajudarem, levará o Benfica de Lisboa a Campeão Nacional 2004/05.
O terceiro clube a entrar em todas as conversas no país e fora dele, como fazemos aqui igualmente, é o Sporting. E o que se pode dizer de uma equipa que já chegou a equacionar a chicotada psicológica? Que tem vindo a recuperar de forma meteórica e que já fez saber que quer que os adeptos do futebol reparem nela. Têm razões o seu treinador e os seus jogadores. Com a vitória de domingo, 4-1 ao Moreirense, o Sporting já está na quinta posição, a dois pontos do Benfica (terceiro) e a quatro do líder Porto.

Domingo passado a sorte também foi madrasta para o Marítimo (6°, com 20 pontos), que igualou, em casa, com o penúltimo Gil Vicente (está a recuperar) e para o Belenenses, que se deixou ultrapassar (1-2), também em casa, pelo Braga.
Felizes ainda foram o Boavista (3-0 ao Beira-Mar), o Guimarães, que ganhou no Estoril (1-0), e sobretudo o Rio Ave (4-1 ao Nacional) – vão ainda ouvir falar desta equipa!

Divisão de Honra

Na Segunda Divisão – deveria ser chamada sempre assim -, as coisas também estão complicadas tanto para os candidatos à subida como para aqueles que tentam não descer. Por exemplo, o Maia, que vinha sendo líder, deixou-se apanhar pelo Estrela da Amadora, que também já se tinha deixado ultrapassar pelos maiatos. Uma derrota inesperada diante do Feirense, e cá está o Amadora na frente – ganhou ao Varzim, por 2-1.
Na retaguarda, o Santa Clara, que mudou de treinador, parece querer avivar. Ganhou contra o Marco (2-0) e fugiu ao último lugar, agora ocupado pelo Desportivo de Chaves. Se continuar ganhando, o santa Clara pode muito bem livrar-se de males maiores.